Inglês: Frequently Asked Questions

Português: Perguntas mais Frequentes

 


Cursos profissionalizantes e cursos livres. Diferença e qualidade

O que são e quais as diferenças entre eles. Onde encontrar e como avaliar a qualidade de um curso livre. Veja exemplos com informática, idiomas, fotografia e outros exemplos.

Página Inicial / Educação Profissional

O que são cursos profissionalizantes?

São formações destinadas a preparar o aluno para o exercício de uma determinada profissão ou cargo. Geralmente são cursos bem focados em uma única competência ou poucas competências muito próximas umas das outras. O foco é sempre preparar o aluno para o trabalho.

Normalmente estão classificados como profissionalizantes os cursos livres, mas também é possível incluir os de nível técnico.

O que são cursos livres?

Eles recebem este nome pois não são regulados por órgãos oficiais como acontece na educação básica de ensino fundamental e médio, educação técnica ou superior. Os cursos livres podem ser criados por qualquer escola sem a necessidade de autorização de órgãos competentes.

Qual a diferença entre eles?

De certa forma nenhuma. Na verdade, na maioria das vezes estamos falando da mesma coisa. Contudo o termo profissionalizante é mais empregado no sentido de mostrar a natureza do curso, enquanto que o termo livre é mais usado para mostrar que o mesmo não está sob regulação específica.

Quais os exemplos de cursos livres ou profissionalizantes?

Podemos citar como exemplos:

  • Cursos de informática;
  • Idiomas;
  • Cabeleireiro;
  • Pintura;
  • Fotografia;
  • diversos da área administrativa;
  • Cursos promovidos por empresas para treinamento de seus colaboradores;
  • Cursos promovidos por empresas, grandes lojas e outros para treinamento de representantes, como pode acontecer no meio automobilístico, imobiliário e outros;
  • Entre outros.

Quem pode fazer um curso profissionalizante?

Geralmente qualquer pessoa pode fazer. Pelo fato de ele ser livre, isto também significa que não há regulamentação quanto a pré-requisito. Contudo, a escola que irá oferecer o curso poderá determinar o pré-requisito necessário dependendo da necessidade.

Geralmente há pré-requisitos para qualquer tipo de curso, mas esses requisitos são definidos por quem planejou o curso e geralmente são de natureza técnica, não necessariamente de formação educacional.

Um curso superior pode ser considerado profissionalizante?

Depende. Não é habitual e talvez nem muito coerente chamar um curso superior de profissionalizante, pois muitos podem estranhar e fazer uma comparação direta com outros tipos, como os exemplos acima. Uma faculdade é uma formação ampla e não específica para atender a uma necessidade de trabalho apenas. Contudo, ele acaba sendo profissionalizante pois em última instância o aluno está fazendo faculdade para ter condições de trabalhar naquela área. Mas é uma comparação um pouco complicada.

Onde encontrar cursos livres?

Em escolas como as do Sistema S (Senai, Senac, Senat, Sebrae, etc), escolas de idiomas, informática e outras em sua cidade.

Quem avalia ou fiscaliza esses cursos?

Como explicado acima, eles não necessitam de autorização e muito menos são submetidos a regulamentação e fiscalização de órgãos competentes. Contudo, isto não significa que eles não possam ser fiscalizados. Mas isto ocorre geralmente se houver denúncias de irregularidades quanto ao funcionamento ou no caso de alunos lesados.

Neste caso, havendo necessidade é preciso avaliar o tipo de curso e o tipo de problema que está ocorrendo, mas quando há necessidade de intervenção a mesma é feita por Procon, prefeitura, ou outro órgão competente.

Como saber se a qualidade de um curso livre é boa?

No caso da educação superior, por exemplo, o MEC faz uma avaliação periódica dos cursos e, portanto, neste caso é possível saber, mas no caso de cursos livres não existe nenhum órgão que faça isto e portanto a princípio não dá para saber. Contudo é possível buscar informações com ex-alunos ou mesmo consultar a prefeitura sobre a regularidade da instituição.


 
 

Veja também

 


© 2017   |   FAQ: Perguntas e Respostas Frequentes