Inglês: Frequently Asked Questions

Português: Perguntas mais Frequentes

 


Tipos de vacinas conjugadas e combinada, atenuadas e inativadas

Perguntas e respostas sobre tipos de vacinas e alguns exemplos que podem incluir atenuadas e inativadas, conjugadas e combinada, entre outras. Veja a FAQ aqui.

Página Inicial / Saude

O que são as vacinas?

São substâncias que, quando injetadas no corpo humano, fazem com que o sistema imunológico crie anticorpos especiais para combater uma doença. Essas substâncias podem ser feitas com toxinas, partes de microrganismos e proteínas. As vacinas criam uma reação no sistema imunológico, o estimulando a tornar o organismo imune contra determinado patógeno. Elas possuem um custo-benefício no controle das doenças. As vacinas são seguras, passam por vários testes antes de sua liberação e podem ser constituídas de moléculas, microorganismos mortos ou microorganismos vivos atenuados.

Tipos

São quatro tipos principais de vacinas, classificadas de acordo com sua preparação: atenuadas, inativadas, conjugadas e combinadas. Cada vacina é feita a partir de componentes do próprio agressor, modificados da forma necessária a combater as diferentes doenças.

Atenuadas

Esse tipo de vacina é feito com o vírus ou a bactéria ainda vivos. Esses microrganismos são enfraquecidos com passagens sucessivas em meios de cultura celular para que seu poder infeccioso seja reduzido. Vacinas contra caxumba, sarampo, rubéola, poliomielite e febre amarela são alguns exemplos deste tipo de imunização.

Como são feitas as inativadas?

Neste caso, os microrganismos são mortos por agentes químicos, mantendo assim suas características imunológicas. Isso quer dizer que mesmo não provocando a doença, já que não têm nenhum poder infeccioso, essas vacinas são capazes de induzir a produção de anticorpos contra determinada enfermidade.

Estas vacinas tem uma desvantagem que é subóptima e muitas vezes necessita de várias doses de reforço. Alguns exemplos dessas vacinas são: poliomielite injetável, hepatite A, hepatite B, influenza, HPV e a DTP.

Conjugadas

Essas vacinas combatem diferentes tipos de bactérias encapsuladas. No entanto, para que o agente consiga estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos, é necessária a adição de uma proteína. Essas cápsulas das bactérias são compostas de substâncias parecidas com açúcares e a proteína tem a função de quebrar essa capa protetora e conferir uma boa resposta do sistema de defesa do corpo à vacina, com longa duração.

Combinadas

As imunizações deste tipo são aquelas que combinam várias vacinas em uma só. A vantagem da administração das vacinas combinadas é proteger o paciente de várias doenças em apenas uma dose, reduzindo os efeitos colaterais e a dor. Elas podem imunizar o paciente contra até seis doenças diferentes.

Medo de vacinar

O Ministério da Saúde tem estabelecido um calendário de vacinação que crianças, adolescentes e adultos devem cumprir ao decorrer da vida. Além disso, há a necessidade de imunização contra doenças específicas em situações de viagens. O ideal é informar-se no site do Programa Nacional de Imunizações (portalarquivos.saude.gov.br/campanhas/pni). Infelizmente alguns grupos de pais ainda se recusam a vacinar seus filhos sem base científica, apenas pelos efeitos colaterais da vacinação e criam movimentos contra que preocupam o Ministério da Saúde.


 
 

Veja também

 


© 2017   |   FAQ: Perguntas e Respostas Frequentes