Inglês: Frequently Asked Questions

Português: Perguntas mais Frequentes

 


Profissão de freira. Requisitos e dúvidas

Perguntas e respostas sobre a profissão de freira. Quais são os requisitos para ser uma freira? Como faço para ser uma freira e como funciona o processo. Veja a nossa FAQ a respeito.

Página Inicial / Trabalho e Profissão

O que é?

A Freira é uma mulher que abdicou da vida comum e do casamento para morar em um Convento e servir a sua vida à Igreja Católica. Geralmente, ela atua em conjunto com outras freiras em comunidades específicas prestando serviços religiosos, como aulas de religião e práticas de caridade, entre outras atividades.

Quais são os requisitos para ser uma freira?

Normalmente, as moças ou senhoras que escolhem ser freiras dizem ter escolhido tal rumo para as suas vidas devido a uma “vocação” para servir a Deus. Então, basicamente, são pessoas que já estão habituadas às práticas da Igreja Católica e que já vivem uma vida religiosa.

A instituição Católica também exige que a freira tenha entre 18 e 40 anos, seja solteira e sem dívidas. As viúvas são consideradas solteiras para a igreja, assim como as mulheres que tiveram o seu casamento anulado. Ao assumir o compromisso de ser uma freira, a mulher tem de fazer o voto de castidade, voto de pobreza e de obediência, além de ela não poder ter dependentes.

Como faço para ser uma freira?

Procure a Madre Superiora da comunidade pela qual você tem interesse em auxiliar, ou então procure o padre de sua Eucaristia para que ele lhe ofereça as informações necessárias. Você deve participar de eventos comunitários, retiros espirituais e diversas atividades em grupo antes de se tornar oficialmente uma freira para a Igreja Católica. O processo seletivo pode ter duração de até 3 anos e é preciso ter muita certeza do que você quer.

Como funciona?

No primeiro ano de testes, antes de receber o título de Freira, recebe-se o título de “Noviça”. Durante esse período já são válidos os votos de castidade, obediência e pobreza. Algumas mulheres são aprovadas em 1 ano e outras são encaminhadas para um segundo ano de testes, para confirmar se é isso mesmo que querem.

Ao fim do segundo ano, pode-se retornar à vida comum ou manter os votos da instituição Católica, depende do que você e a sua orientadora decidirem, juntas. O terceiro ano de testes ocorre com pouquíssima frequência, em casos raros. Para dedicar a vida à comunidade de irmãs, é preciso, sobretudo, ter certeza de que deseja abdicar de muitas coisas da vida comum em nome da religião.


 
 

Veja também

 


© 2017   |   FAQ: Perguntas e Respostas Frequentes